Após flerte no metrô, casal inicia namoro na faculdade e ganha casamento

Por Dani Braga

A história de Martha Michielin, 29, e Oscar Gomes, 28, parece a sinopse daquele filme romântico que você assiste e diz no final: “lindo, mas até parece que acontece na vida real”. Já pensou em se encantar por uma pessoa à primeira vista no meio de uma multidão e, tempos depois, ficar sabendo que aquela mesma pessoa vai passar os próximos anos ao seu lado? Foi assim.

Em 2007, Martha iniciou o ano com foco total no vestibular. Todos os dias, pegava o metrô rumo ao cursinho, no centro de São Paulo. Oscar chegou no meio do ano ao mesmo cursinho, mas em outra turma.

Os caminhos deles se cruzavam no trajeto da estação São Joaquim até a Paraíso, depois, cada um seguia para o seu lado. E foi “no Paraíso” que Oscar diz ter visto Martha pela primeira vez, ou, nas palavras dele, “ficou hipnotizado” pela bela loira, alta e de olhos claros. Quando percebeu que a moça havia percebido o flerte, desviou o olhar e a perdeu de vista.

Depois disso, ele perguntou a um colega de curso se ele a conhecia. Pelas características que forneceu, o amigo se confundiu e disse que a tal loira participava das aulas de desenho com ele e que prestaria arquitetura em São Paulo.

Como o fim do ano já se aproximava e ele planejava ir para outro caminho –odontologia em alguma universidade do interior do Estado–, desanimou antes de tentar alguma aproximação.

Tempos depois, na fila da matrícula da USP Bauru, os dois se encontraram. Surpreendentemente, ambos prestaram vestibular para o mesmo curso nas mesmas faculdades e acabaram escolhendo o mesmo campus.

Martha e Oscar na USP
Martha e Oscar escolheram a mesma carreira no interior de São Paulo (Arquivo pessoal/Reprodução Tips for Bride)

A amizade foi inevitável. Ele disse a ela que recordava de tê-la visto no cursinho. “Você não é aquela menina que tinha uma mochila com um lagartinho desenhado na alça, usava um chinelo do modelo tal e uma blusa com a estampa x?”.

É, Oscar, não tem como dizer que você não reparava na Martha. A estudante logo se encantou com o jeito dedicado dele. Até que o primeiro beijo aconteceu em um feriado, dia em que cada um iria ver sua família em outra cidade. Antes de  sair, porém, ela recebeu um buquê de flores brancas com uma mensagem de que se lembra até hoje de cor:

“Por 18 anos, eu pensei que uma mulher bonita, uma simpática e agradável e uma inteligente não poderiam se resumir em uma única personalidade. Felizmente eu estava enganado e só descobri isso quando te conheci”.

Na volta do feriado, veio o pedido de namoro. O relacionamento dura desde então, sem interrupção. “Em quase dez anos juntos, temos orgulho em dizer que nunca nos separamos, demos um tempo, nem nada parecido. Sempre tivemos respeito um com o outro e conversamos quando algo nos desagrada. Creio que essa seja a chave para termos um relacionamento feliz e duradouro”, derrete-se Martha.

O casal permaneceu na mesma cidade para fazer mestrado, doutorado e trabalhar. No início deste ano, Oscar pediu Martha em casamento em um congresso de odontologia. Se por um lado Martha se tornava noiva só naquele momento, por outro, o universo dos casamentos não lhe era estranho.

“Sempre sonhei em me casar! Tanto que desde a adolescência guardo inspirações de vestidos, decoração, fotos de casamentos”, conta a cirurgiã-dentista.

Foi de tanto se inspirar que ela se deparou com um concurso do blog de casamentos Tips for Bride em que a história de amor mais bonita ganharia um casamento completo no estilo ‘elopement wedding’ (ou casamento a dois —leia mais sobre a modalidade neste outro post).

A responsável pelo blog voltado para noivas do interior de São Paulo, Jacqueline Manfrin, 29, diz que recebeu mais de 50 histórias, mas que o relato de Martha e Oscar prendeu a sua atenção e até gerou desconfiança.

“Eu me perguntava: ‘Gente, mas como ele poderia ter tanta certeza de que ela era a menina do metrô?’ Isso me fez ler a história até o final. Ela me contou todos os detalhes e fiquei chocada em como o destino se encarregou de cruzar os caminhos deles de uma maneira tão leve, bonita e surpreendente”, diz Jacqueline.

O casamento ocorreu no último 17 de outubro na fazenda Bela Vista, em Pindamonhagaba (SP). Como a cerimônia foi a dois, a família acompanhou tudo ao vivo pelas redes sociais. Até quem não tinha perfil, correu para fazer e assistir. Abaixo, veja fotos da celebração.

X
Agora recém-casada, Martha afirma que não poderia ter planejado destino melhor. “Vivemos um conto de fadas real, mágico, intenso e emocionante”.
<3