Para “Fábrica de Casamentos”, produção de festa vegana foi a mais difícil

Por Dani Braga

Dizem que festas de casamento são todas iguais: vestido de noiva, comida, bebidas, doces… De certa forma, é verdade, mas os integrantes do programa “Fábrica de Casamentos”, do SBT, dizem que a receitinha de bolo mudou  (literalmente!) quando conheceram os noivos Cristina, 32, e Nathan, 28, cujo casamento será exibido neste sábado (17), às 21h30.

Cris e Nathan são veganos, isto é, não comem, não bebem, não vestem e não usam produtos de origem animal. Na decoração, nada que pudesse, segundo eles, agredir a natureza deveria estar presente. A consultora Elisa Tavares, por exemplo, teve de excluir couro, papéis e plásticos do ambiente.

Os noivos Nathan e Cristina dizem “sim” em seu casamento vegano (Foto: Gabriel Gabe/SBT)

O estilista Lucas Anderi, por sua vez, foi proibido de usar seda, e a confeiteira Beca Milano não teve permissão para usar leite, mel ou ovos no preparo do bolo.

Talvez uma das maiores tensões do programa tenha surgido da recusa da noiva em aceitar o badalado Junior Mendes como maquiador, após saber que os cosméticos utilizados não eram veganos –o detalhe é que o atração tem contrato com a marca de maquiagens Vult, logo, todas as noivas devem usá-la.

Para além dessa polêmica, a escolha de vida do casal, que largou uma rotina de “junk food”, álcool e baladas, foi motivo para nora e sogra não se falarem por cinco anos.

Segundo os apresentadores, a produção da união do casal natureba, como costuma ser chamado, foi a mais difícil de “fabricar” no programa.

FORA DA TV

Longe das câmeras, Thiago de Jesus, que comanda a padaria vegana Vaca Preta, na zona oeste de São Paulo,  ao lado da namorada, Kamili Picoli, afirma que, provavelmente, toda essa dificuldade se deve ao fato de que as pessoas envolvidas na produção do casamento não são veganas.

“Quem é vegano já sabe onde procurar os produtos que não têm origem animal, é algo natural, sem dificuldades”, diz  Thiago, que afirma não ter dúvida se faria ou  não uma festa de casamento vegana.

Para o empresário, o casamento deve refletir o estilo de vida dos noivos: “Quem fizer questão de comer carne tem que ir para uma churrascaria ou comer antes de ir ao casamento”. Mas, segundo Thiago, nem seria preciso, porque o menu vegano oferece diversas opções saborosas –dos salgadinhos e cremes às carolinas.

Creme de abóbora com balsâmico e pão de fermentação natural servidos na Vaca Preta  (Foto: Reprodução /Facebook)

 

VEGETARIANO

Nem sempre a decisão sobre o menu para um casal que tem restrições alimentares é fácil. Há quem se preocupe em agradar a família e os amigos não veganos ou não vegetarianos (aqueles que apenas excluem da dieta as carnes).

O designer Rogério Luiz, 31, que é vegetariano e namora uma vegetariana, diz que, se pudesse, faria duas festas diferentes. Se ele tivesse de optar por uma, escolheria uma celebração com a cara dos noivos, afinal, “se já vivemos fora dos padrões, por que nos enquadrarmos justo no casamento?”

Ele diz que, se fosse vegano, faria o mesmo: “Por que ter um bolo de casamento só para se encaixar ao padrão? Posso fazer outra coisa [que não leve ovos e leite na receita] no lugar”.

Para Rogério, um cardápio vegetariano também pode agradar quem come carne. “Quem não gosta de batatas?”, pergunta.

————————————–

E você? Já foi a um casamento vegano ou gostaria de ter um? Conte ao blog! Envie sua história para enfimsos.folha@gmail.com.