Confira novas tendências gastronômicas para o seu casamento

Por Dani Braga

Os noivos já viram o bolo de casamento chegar pelado à festa, com os ultrautilizados “naked cakes”, agora, a tendência pede que o item central da mesa de doces surja pingando. São os “drip cakes” –ou bolo pingando.

Nada de pensar em algo rústico e mal acabado, o bolo, que poder ser revestido de pasta americana ou até mesmo ser o “naked cake”, é bem decorado e recebe uma cobertura que funciona como um toque de charme final.

 

Neste bolo azul, a cobertura que pinga é feita de caramelo

 

A busca por esse tipo de bolo cresceu vertiginosamente no Pinterest nos últimos meses: 437%, segundo dados mundiais da rede social.

Este bolo de calda dourada e macarons  seria ideal para um mini wedding ou um noivado

Não só os pingos fazem sucesso nas festas, as flores comestíveis têm tomado cada vez mais espaço na decoração dos bolos.

A confeiteira Valeria Oliver, proprietária de um ateliê em Moema, SP, que leva o seu nome, constrói modelos que chegam a dar dó de comer, mas um aviso: quase tudo nesta foto abaixo é para se deliciar (exceto os ramos das orquídeas).

Bolo feito por Valeria Oliver com orquídeas de massa de açúcar

Valeria conta que fazer um bolo como esse, com flores –rosas, orquídeas, peônias, margaridas, entre outras—, “requer observação, materiais (quase todos) importados e muita, muita paciência. É um processo lento, pois, às vezes, é preciso esperar uma parte secar por 24 horas até juntar com o restante. Depois que seca, a massa de açúcar ainda precisa ser pintada com tintas comestíveis para dar o aspecto mais real da flor”, detalha.
O bolo da foto rende, em média, 25 fatias e custa cerca de R$ 700. Um bolo maior, com andares e mais flores, pode sair a partir de R$ 2.000 na loja de Valeria.

Bolo de três andares, com topo de flores, feito no ateliê de Valeria, em São Paulo

Caso nenhum convidado doido por doce resolva comer as flores, é possível guardá-las como lembrança por um tempo “em uma redoma de vidro, longe do sol e da umidade”, garante a confeiteira.

Outra aposta de Valeria são os v bites, microbolos que funcionam tanto como degustação, para quem não quer sair da pista de dança para comer o bolo do casamento, como item de decoração da mesa de doces e de café, além de servir de mimo para padrinhos ou convidados.

É possível escolher sabores como doce de leite, red velvet, pistache com maple, entre outros

“A ideia que tivemos foi servir os v bites no fim da festa e ainda contar com o bolo decorativo no centro da mesa de doces, pois nada mais lindo do que um bolo de casamento”, sugere Valeria.

FORA OS DOCES…

Ainda na onda das microdegustações, alguns bufês podem sugerir a combinação de comidas e bebidas em porções de coquetel, como por exemplo, pequenos hambúrgueres com shots de cerveja ou ostras com espumante. Os próprios noivos podem escolher suas harmonizações. No Pinterest, a busca por coquetéis personalizados cresceu 60% nos últimos meses.

Mini-hambúrger com cerveja é uma das combinações possíveis para o coquetel

Outra culinária cujo interesse vem aumentando na rede social (132%) é a do México. Nos bares de tacos, cada convidado monta o aperitivo de acordo com seu próprio gosto. O esquema de serviço lembra o das ilhas de frios, que invadiram as festas no início dos anos 2000: itens dispostos à mesa e cada um por si, à la buena onda mexicana.

 

Nachos e molhos tipicamente mexicanos ficam disponíveis para os convidados

 

Que tal um shot de tequila para animar sua festa com toque mexicano?

 

E aí, pretende usar uma dessas tendências no seu casamento? Ou pensou em algo diferente e gostaria de compartilhar? Conte para o blog, mandando um e-mail para enfimsos.folha@gmail.com.