Com o fim de relação a três meses do casamento, noiva passa a realizar sonhos de outros casais

Por Dani Braga

Igreja: ok. Buffet: ok. Vestido de noiva: ok. Convites: ok. Nada mal para quem está a três meses de subir ao altar. Foi com esse cronograma completo que Helen Lima soube que todo o esforço para organizar o próprio casamento foi em vão (ou quase isso). O relacionamento ficou insustentável e tudo foi desfeito, em fevereiro de 2010.

E se tem gente que mergulha no trabalho após uma desilusão amorosa, Helen foi além: capitalizou a frustração e começou a trabalhar como assessora de casamentos, usando toda a experiência que adquiriu planejando sozinha sua cerimônia e festa.

“Não conseguia tirar da cabeça o quanto poderia ter poupado tempo e trabalho se houvesse contratado um profissional da área”, diz a publicitária. Um tempo depois, ela montou uma equipe e passou a ajudar a realizar o sonho de outras noivas, com a assessoria que leva o seu nome, enquanto o dela ficou guardado.

Helen Lima e sua equipe trabalharam no casamento duplo, que foi ao ar no programa "Chuva de Arroz", no GNT (DG Fotografia)
Helen Lima e sua equipe trabalharam no casamento duplo, que foi ao ar no programa “Chuva de Arroz”, no GNT (DG Fotografia)

SEGUNDA CHANCE

Ainda recuperando-se do baque e disposta a botar uma pedra no passado, Helen foi para a festa de uma amiga. No final da noite, já havia decidido não ser tão radical em relação ao passado ao permitir que Rafael Perroti, um antigo colega da escola de inglês se aproximasse.

Uma conversa, um beijo e uma coincidência: os dois tinham terminado um relacionamento há pouco tempo. Uma ligação, muitas mensagens de MSN e um pedido de Rafael: “Aceita namorar comigo?”. Era Dia dos Namorados e lá estava Helen se apaixonando novamente.

A resposta positiva antecedeu uma nova surpresa. “Estava com uns três meses de namoro quando ele virou para mim e falou que precisava dizer uma coisa que não aguentava mais guardar e perguntou “Quer casar comigo?”.

O trauma, agora, veio à tona, com lágrimas, um turbilhão de sentimentos e a promessa de que Rafael jamais a faria sofrer tudo de novo.

O “sim” de Helen se materializou na compra de um apartamento para os dois. Mas Rafael fez questão de fazer um “pedido oficial” depois, na praia, o qual foi aceito sem traumas. Desta vez, o “sim” veio em forma de planilha e planejamento completo. Por muito pouco Helen não foi assessora do próprio casamento. “Somente para o dia da festa chamei uma parceira e uma assistente, que trabalharam em cima do meu cronograma, mas toda a hora eu queria controlar tudo”, confessa.

Helen e Rafael no dia do casamento, em janeiro de 2014 (Arquivo pessoal)
Helen e Rafael no dia do casamento, em janeiro de 2014 (Arquivo pessoal)

“Foi um dia mágico! Sabe quando você sente que o amor está no ar? Não sei como explicar, a energia estava maravilhosa, todos felizes e vibrando pela nossa felicidade, foi simplesmente inesquecível!”

Helen e Rafael estão juntos há seis anos e dizem que o “amor não para de crescer”. Felicidades aos apaixonados!

Helen e Rafael no dia do casamento, em janeiro de 2014 (Arquivo pessoal)
Helen e Rafael no dia do casamento, em janeiro de 2014 (Arquivo pessoal)