Vai ter festa de casamento? Confira o passo a passo da maratona

Por Dani Braga

Entre o “você aceita se casar comigo?” e o “pode beijar a noiva” há um grande caminho a ser percorrido, cheio de reuniões, escolhas, degustações e números.

Definir tudo com antecedência é essencial para os noivos evitarem imprevistos, já que a lista de tarefas é extensa. Para ajudar os casais a cumprirem a maratona, o blog conversa com Artemis Khayat, da assessoria Invite Eventos, com o intuito de fazer um passo a passo para quem acabou de dizer “sim, eu aceito”.

PRIMEIRO PASSO

Defina o estilo da cerimônia e da festa. Tradicional, moderno ou rústico? É aqui que o casal começa a colocar em prática o que sonhou para o grande dia. É a hora de saber também se os noivos fazem questão de cerimônia em uma igreja,  templo religioso ou se será no mesmo local da festa.

Para Artemis, o passo seguinte é a lista de convidados, “afinal, nem todos os espaços se adequam ao número de pessoas”. É o momento de escolher  ‘miniwedding’ ou casamento para mais de cem pessoas.

Casar-se em fazendas e sítios tem sido a opção de muitos noivos ; na imagem, a Fazenda 7 Lagoas
Casar-se em fazendas e sítios tem sido a opção de muitos noivos ; na imagem, a Fazenda 7 Lagoas (Arquivo pessoal)

FREIO

Com o estilo definido, veja se o orçamento é compatível. A assessora alerta que é “muito importante ter uma planilha de custos e grifar o que é prioridade para não gastar mais da metade do orçamento em um só item”. Negociar com os fornecedores faz parte do jogo.

QUANDO E ONDE

A menos que você não abra mão de uma data específica, é preciso ser maleável caso escolha um lugar muito requisitado para casar. Igrejas mais badaladas costumam lotar seus horários aos sábados. O mesmo vale para outros espaços, como clubes e fazendas.

Segundo Artemis, o ideal é começar os preparativos pelo menos um ano antes. E atenção: “se os meses escolhidos forem setembro ou outubro, os mais concorridos atualmente, é melhor marcar com um ano e meio de antecedência”, aconselha.

A dica para casamento no exterior, segundo a assessora, é marcar em um feriado nacional, assim facilita a vida de quem não estará em férias, por exemplo. Os convites devem ser enviados com antecedência maior do que o habitual para permitir que os convidados se organizem.

X

COMER E BEBER

Salgadinhos, entradinhas, finger food, pratos principais, acompanhamentos, doces, bolos, enfim,  aquela dieta para caber no vestido ou terno pode ficar comprometida. Quanto mais o casal pesquisar, mais degustará.

Há buffets que já oferecem bar de drinques, doces e bolo. Faça questão de experimentar tudo e não se seduza pela facilidade, veja se todos os itens têm qualidade ou se é preferível contratar profissionais específicos. Cuidado com a venda casada, considerada abusiva pelo Código de Defesa do Consumidor.

Fique de olho: a opção entre coquetel ou serviço completo com jantar ou almoço vai determinar quantos garçons devem trabalhar no dia. É importante que todos os convidados sejam bem servidos, sobretudo em relação às bebidas.

X

TRILHA SONORA

Casais que deixam para contratar a banda ou o dj por último podem se frustrar com a indisponibilidade de datas dos profissionais. Um decorador até consegue fazer duas ou mais decorações no mesmo dia, mas djs e bandas dificilmente farão duas festas no mesmo dia.

Na hora de assinar contrato com banda, dj e orquestra, confira se os músicos têm caixas de som suficientes para o ambiente (festa e cerimônia). Verifique também se a empresa trabalha com iluminação ou se terá de contratar à parte.

Casamento de Cibelle e Rafael, organizado pela Invite Eventos (Layla Eloa/Fotografia)
Casamento de Cibelle e Rafael, organizado pela Invite Eventos (Layla Eloa/Fotografia)

VESTIDO, CABELO E MAQUIAGEM

As noivas que vão mandar confeccionar o vestido ou vão comprar no exterior precisam de um tempo maior que seis meses.  Aproveite a escolha do traje para procurar assessórios que combinem,  além de cabeleireiro e maquiador em tempo de fazer provas. Boa hora para o noivo escolher a roupa que vai vestir no dia.

DECORAÇÃO

Optar por profissionais que já fizeram decorações semelhantes às quais o casal deseja facilita, pois é muito provável que eles tenham experiência e materiais disponíveis.

FOTO E FILMAGEM

A regra da decoração vale para a fotografia e filmagem. Procure profissionais cujas imagens te encantam. Será a lembrança palpável de um dos dias mais especiais para você.

Casamento de Aline e Gabriel, no hotel Tivoli
Casamento de Aline e Gabriel, no hotel Tivoli (Thais Carvalho/Divulgação)

CONVITE

A reta final é sempre mais corrida, por isso, se você faz questão de entregar os convites em mãos, comece a distribuir o quanto antes. Padrinhos, daminhas e pajens devem vir primeiro, ainda que seja informalmente, principalmente se eles tiverem  ‘dress code’ específico.

Noiva Sarah Ferrari determinou a cor azul para as madrinhas, em São Paulo (SP). (Foto: Danilo Siqueira/Divulgação)
Noiva Sarah Ferrari determinou a cor azul para as madrinhas, em São Paulo (Foto: Danilo Siqueira/Divulgação)

NO PAPEL E NO ALTAR

Se for realizar casamento civil, é hora de se preocupar com data e documentações. O prazo para dar entrada no processo é de no mínimo 30 dias e máximo de 60. Por um custo a mais, é possível levar o juiz de paz para o local da cerimônia.

EXTRAS

Detalhes como lembrancinhas, adornos de pista, recreação infantil ou atrações extras podem ficar por último. Ou seja: não se importe tanto com o que não é primordial para uma festa ter qualidade.

FALTOU?

Para Artemis, o primeiro item a ser cortado caso o orçamento exceda o valor estipulado é o número de convidados. Quanto mais gente, mais gasta-se com buffet, doces, bebidas, decoração, convites e lembrancinhas. “Mexer com a qualidade do buffet e do som não é nada aconselhável, o ideal é fazer algo menor e de muita qualidade”, recomenda.

É possível abrir mão de certos luxos também, como por exemplo aluguel de carro. Que tal pedir o carro do amigo emprestado? Ou optar por um veículo menos convencional, como uma bicicleta?

HELP!

As etapas acima são uma sugestão de planejamento, entretanto, se você já tem um fornecedor predileto, garanta-o antes. Agora, se faltam tempo e paciência para todos esses passos, é bem provável que seu caminho seja contratar uma assessoria. Neste caso, segundo Artemis, o casal terá três papeis: comparecer às reuniões, escolher entre os fornecedores já pré-selecionados e pagar pela festança. Burocracias, análise de orçamento e prazos serão preocupações da assessoria.

É possível e bem comum contratar tais profissionais apenas para o dia da celebração. Neste caso, os noivos terão de repassar todos os contratos e orientações para a assessora dias antes da festança.

CHEGOU O DIA

Divirta-se, apenas.

Casamento de Aline e Gabriel, assessorado pela Invite Eventos
Casamento de Aline e Gabriel, assessorado pela Invite Eventos (Thais Carvalho/Divulgação)

 

Vai casar ou ajudar um casal e tem dúvidas? Escreva para o blog: enfimsos.folha@gmail.com